Cana impulsiona geração de emprego na microrregião de Adamantina

O início da safra da cana-de-açúcar impulsionou a geração de empregos na microrregião de Adamantina – formada por 14 municípios. Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados na terça-feira (16), mostram que foram criadas 626 vagas de emprego, principalmente nos setores da indústria de transformação e agronegócio.

A maioria dos novos postos de trabalho se concentra em dois municípios. Somente em Lucélia, foram geradas 374 vagas em abril. E, Adamantina – revertendo o resultado de março quando o município criou apenas 12 novas oportunidades -, teve no mês passado saldo positivo de 271 novos postos. No acumulado do ano, a cidade chegou a 516 empregos criados.

Em março, a indústria de transformação e agronegócio já haviam impulsionado a geração de emprego na microrregião. Já para os próximos meses, não podemos considerar que as admissões continuarão superando as demissões, conforme alta verificada em abril, devido o saldo positivo ser resultante do início da safra, das operações e manutenções das usinas de cana-de-açúcar que contrataram e não devem ampliar muito mais o número de vagas.

Negativo

Flórida Paulista, Irapuru, Osvaldo Cruz e Pacaembu foram os únicos municípios que demitiram mais do que contrataram em abril. No restante das cidades, apesar do resultado positivo, os números se mantiveram estáveis.

Nacional

Dados do Caged apontam ainda que o Brasil abriu 59.856 vagas de emprego formal em abril. O resultado, conforme informações da Agência Estado, decorre de 1,141 milhão de admissões e 1,081 milhão de demissões. Esse foi o primeiro resultado positivo para o mês desde 2014, quando foram abertas 105 mil vagas.

Nos quatro primeiros meses de 2017, há ainda uma perda de 933 postos de trabalho com carteira assinada. Em 12 meses, há um fechamento de 969.896 vagas. Apenas no setor de Construção Civil houve aumento do desemprego em abril, com 1.760 demissões líquidas no mês.

No setor de Serviços, foram abertos 24.712 postos de trabalho em abril, seguido pela Agropecuária, com saldo positivo de 14.648 vagas. Na Indústria de Transformação foram criadas 13.689 vagas, enquanto o Comércio ganhou 5.327 empregos. O setor de Extração Mineral abriu 263 vagas.

“Dentre os Estados, São Paulo liderou a criação de empregos no mês, com 30.227 vagas, seguido por Minas Gerais (14.818), Bahia (7.192), Goiás (7.170) e Paraná (6.742). Já Alagoas perdeu 4.008 postos de trabalho e foi a Unidade da Federação com maior fechamento de vagas, seguido por Rio Grande do Sul (3.044) e Rio de Janeiro (2.554)”, informou a Agência.

Geração de emprego em abril
Adamantina – 271
Flora Rica – 1
Flórida Paulista – -77
Inúbia Paulista – 5
Irapuru – -2
Lucélia – 374
Mariápolis – 0
Osvaldo Cruz – -6
Pacaembu – -3
Parapuã – 26
Pracinha – 9
Rinópolis – 23
Sagres – 1
Salmourão – 4

Fonte: JOÃO VINÍCIUS | GRUPO IMPACTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *